Noticias

Papa explica como o cristão deve viver “Corpus Christi”

   22/06/2014
Fonte: papa.cancaonova.com   

 

 

Francisco destacou que assim como Jesus deu sua carne em alimento, o cristão deve com suas atitudes, dar-se em generosidade aos irmãos

 

 

   Na oração mariana do Angelus celebrada neste domingo, 22, na Praça São Pedro, o Papa Francisco recordou a festa de Corpus Christi, celebrada hoje pela Igreja na Itália e em muitos outros países do mundo. Aqui no Brasil a solenidade foi celebrada na última quinta-feira, 19.

 

 

   Francisco recordou o Evangelho de João, que apresenta o discurso de Jesus na sinagoga de Cafarnaum sobre o pão de vida. O Papa explicou que Jesus que não veio a este mundo para dar alguma coisa mas, para dar a si mesmo, a sua vida, como alimento para aqueles que têm fome d’Ele.

 

 

   “Esta comunhão com o Senhor empenha a nós, seus discípulos, a imitá-lo, fazendo da nossa existência um pão partido para os outros, como o Mestre partiu o pão que é a sua carne”.

 

 

   O Papa destacou que todas as vezes que se participa da Missa e se alimenta do Corpo de Cristo, a presença de Jesus e do Espírito Santo opera em cada pessoa, molda seu coração, e comunica atitudes interiores que se traduzem em comportamentos segundo o Evangelho.

 

 

   “Antes de tudo, a docilidade à Palavra de Deus, depois a fraternidade entre nós, a coragem do testemunho cristão, a fantasia da caridade, a capacidade de dar esperança aos desesperados, de acolher os excluídos. Deste modo, a Eucaristia faz amadurecer um estilo de vida cristã. A caridade de Cristo, acolhida de coração aberto, nos transforma, nos torna capazes de amar não segundo a medida humana, que é limitada, mas segundo a medida de Deus, isto é, sem medida.”

 

 

   Francisco destacou que dessa maneira é possível amar até mesmo sem ser amado, resistir ao mal com o bem, perdoar,  partilhar,  acolher, e assim, a vida se torna “pão partido” para os irmãos.

 

 

   “Vivendo assim, descobrimos a verdadeira alegria, a alegria de nos fazermos dom para os outros, em troca do grande dom que recebemos, sem o nosso mérito.”

 

 

   Ao concluir o Papa disse que Jesus desceu do céu e se fez carne graças à fé de Maria. “Ela, depois de o ter trazido consigo com amor inefável, também o seguiu fielmente até à Cruz e à ressurreição”.

 

 

   Francisco convidou os fiéis a pedir a intercessão de Maria para que ajude todos a redescobrir a beleza da Eucaristia e a fazer dela o centro da vida.

 

 

   Depois do Angelus o Papa recordou que no próximo dia 26 celebra-se o Dia Internacional de apoio às Vítimas da Tortura, e exprimiu a sua condenação por todos tipos de tortura no mundo.

 Catedral Sagrado Coração de Jesus, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2018
Desenvolvido por: NIVELDIGITAL