Noticias

Papa Francisco celebrará missa de ação de graças pela canonização de Anchieta

   20/03/2014
Fonte: www.zenit.org   

O jesuíta espanhol José de Anchieta será canonizado em 2 de abril, por isso, o Papa Francisco comparecerá dia 24 de Abril à igreja romana dos jesuítas, 'Chiesa del Gesù', para celebrar uma missa de ação de graças pela canonização do 'apóstolo do Brasil', nascido nas Ilhas Canárias, que será canonizado em 2 de abril por decreto. O Santo Padre presidirá a solene Eucaristia às 18:00. Estará presente o bispo de Tenerife, Dom Bernardo Álvarez, conforme informado pela diocese, embora não confirmado oficialmente pelo Vaticano.

 

 

Por sua vez, o prelado expressou "grande alegria" ao comunicar a data da Celebração Eucarística. Posteriormente, em dia ainda a ser determinado, Dom Álvarez presidirá na Catedral da diocese uma missa de ação de graças por este segundo santo das Canárias, de acordo com a diocese de Tenerife. Além disso, quando o Papa Francisco assinar o decreto da canonização de José de Anchieta, os sinos badalarão em todas as igrejas da diocese, em sinal de júbilo.

 

 

Dois sacerdotes da diocese nivariense, os irmãos gêmeos Cristóbal e Diego Rodriguez, e um da diocese canariense, Higino Sanchez viveram em primeira pessoa a comunicaçãoda notícia da canonização do Beato José de Anchieta. Ossacerdotes canários, lê-se em um artigo publicado no site da diocese, tiveram a oportunidade de participar da missa celebrada pelo Santo Padre, em Santa Marta, na manhã de sexta-feira 28 de fevereiro.

 

 

De acordo com Cristóbal, uma vez terminado a missa, como de costume, o Papa Francisco cumprimentou os participantes. “Quando chegou a nossa vez, nos apresentamos e falamos que éramos de Tenerife, então, surgiu a questão de José de Anchieta". Diego perguntou diretamente ao Santo Padre se já havia data para a canonização do Padre José de Anchieta. Eles “ficaram chocados" quando o papa Francisco disse que, provavelmente, em 2 de abril, afirmou Cristóbal. "Ficamos tão absortos naquele momento, que não fizemos mais perguntas", acrescentou. "A verdade é que a alegria nos envolveu e o que fizemos foi agradecer ao Papa pela notícia e por estar tão perto de nós." De acordo com o jovem sacerdote, a primeira coisa que ele e seu irmão fizeram depois de ouvir a notícia, foi chamar Dom Bernardo Álvarez. "Imediatamente chamamos o nosso bispo. Não é todo dia que podemos dar uma notícia como esta. Notamos ele muito animado e feliz. Sem dúvida, todos os diocesanos têm muitas razões para estar orgulhosos e felizes."

 

 

Durante a visita ad Limina dos bispos espanhóis, que teve lugar de 24 fevereiro a de 8 março, Dom Bernardo Álvarez ao apresentar-se ao bispo de Roma disse que “veio do berço de Padre Anchieta", o Papa, então, confirmou a canonização em 2 de abril. Conforme informações do site da diocese, na conversa de mais de uma hora do Santo Padre com os bispos do sul da Espanha, província eclesiástica em que se encontra também Tenerife, Francisco explicou que o Padre José de Anchieta seria canonizado por decreto junto com dois beatos nascidos na França, mas muito ligados à evangelização do Canadá, Maria da Encarnação (Guyart) e o bispo Francisco de Montmorency -Laval. O Papa explicou que estes três novos santos se apresentavam como paradigmas, modelos de evangelização.

 

 

O bispo disse que agradeceu ao Pontífice por esta canonização que "não sendo uma canonização baseada em um recente milagre do beato, se materializava através de um decreto do Papa, procedimento chamado de 'canonização equivalente'. Decreto em que o Papa reconhece as virtudes heroicas e a trajetória apostólica, missionária e humanizadora do Padre José de Anchieta. Uma vez assinado o decreto, ele será santo", explicou o prelado. 

 

 

(Trad.:MEM)

 Catedral Sagrado Coração de Jesus, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2018
Desenvolvido por: NIVELDIGITAL