Noticias

Cardeal Damasceno Assis recorda palavras do papa Francisco sobre Nossa Senhora Aparecida

   12/10/2013
Fonte: www.cnbb.org.br   

“Três pescadores, depois de um dia sem conseguir apanhar peixes, nas águas do rio Paraíba, encontraram algo inesperado: uma imagem de Nossa Senhora da Conceição. Quem poderia imaginar que o lugar de uma pesca infrutífera tornar-se-ia o lugar onde todos os brasileiros podem se sentir filhos de uma mesma Mãe?”, questionou o arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da CNBB, cardeal Damasceno Assis, durante homilia da Missa Solene em homenagem à Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. A missa foi concelebrada pelo bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner, e pelo bispo emérito de Barretos (SP), dom Pedro Fré.

 

 

Dom Damasceno lembrou que o encontro da imagem da Virgem de Aparecida ocorreu em 1717, quando os pescadores Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso foram incumbidos de conseguir certa quantidade de peixes no rio Paraíba, devido à passagem por Guaratinguetá do Conde de Assumar, em viagem para a tomada de posse como governador de São Paulo e Minas de ouro.

 

O presidente da CNBB recordou também as palavras do papa Francisco, quando esteve no Santuário Nacional, em julho deste ano.  “Em Aparecida, Deus ofereceu ao Brasil a sua própria Mãe e Ela quis manifestar-se nessa região do Vale do Paraíba de maneira simples, sem fato espetacular, sem mensagem especial. Solidária, porém, com aqueles pobres pescadores e na sua cor negra, identificada com os escravos da época e os excluídos de hoje. Ela quis escolher essa terra para derramar as bênçãos de Deus sobre o Brasil e o povo devoto que aqui vem para venerar a milagrosa imagem e para proclamar seus louvores e graças”, disse.

 

 


Dom Damasceno lembrou, ainda, que Francisco chamara a atenção para três posturas que devem ser cultivadas: Conservar a esperança, deixar-se surpreender por Deus e viver na alegria.

 

Segundo o cardeal, mesmo diante das dificuldades na vida de cada um, Deus nunca deixa que o ser humano seja submergido. “Tenham sempre no coração esta certeza. Deus caminha a seu lado, nunca lhes deixa desamparados! Nunca percamos a esperança! Nunca deixemos que ela se apague nos nossos corações!”, acrescentou.

 

 

Missas, procissões, novenas e vigília precederam esta celebração em homenagem à padroeira do Brasil. A programação teve início no último dia 3 e reuniu milhares de fieis e voluntários que trabalharam na organização do evento. Durante as novenas, as pessoas foram convidadas a realizar um gesto concreto, com ofertas de alimentos e itens de higiene que serão doados às instituições sociais de Aparecida e região.

 

.

 

 

 

 Catedral Sagrado Coração de Jesus, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2018
Desenvolvido por: NIVELDIGITAL